CORONAVÍRUS: Entenda mais sobre a doença - Blog - MedMais Consultas e Exames - Juiz de Fora - MG
marque sua consulta

Blog

Mais Saúde

Terça-feira, 11 de Fevereiro de 2020
CORONAVÍRUS: Entenda mais sobre a doença

O início de 2020 vem sendo marcado pela apreensão com o surto do coronavírus, identificado inicialmente na China, mas que já preocupa o mundo. Porém, o desconhecimento da doença gera preocupação em quem acompanha os noticiários. E a MedMais Consulta separou algumas dicas para explicar o assunto.

Antes de mais nada é importante esclarecer: de acordo com um informe da Sociedade Brasileira de Infectologia, apesar do risco de epidemia global, não há motivos para pânico no momento. O documento acrescenta que o Comitê de Emergência da Organização Mundial da Saúde diz ser cedo para declarar emergência devido ao número limitado de casos e pelas medidas que estão sendo tomadas para evitar que o surto espalhe.

O coronavírus atual é uma variante do coronavírus, até então não identificada em humanos. Os sintomas podem ser casos de infecções de vias aéreas superiores semelhante ao resfriado, até casos graves com pneumonia e insuficiência respiratória aguda, com dificuldade respiratória. Crianças de pouca idade, idosos e pacientes com baixa imunidade podem apresentar manifestações mais graves

Informações sobre o novo vírus ainda são bastante preliminares. A Sociedade Brasileira de Infectologia acrescenta que a transmissão está limitada a grupos familiares e profissionais de saúde que cuidaram de pacientes infectados. Também não há evidências de transmissão de pessoa a pessoa fora da China, o que não significa que não aconteça. Até que se tenha informações mais apuradas sobre transmissão do vírus de pessoa para pessoa, é recomendado o isolamento em casos suspeitos.

O diagnóstico é feito através de exames laboratoriais e não existe um tratamento específico para a doença e nem vacina prórpria. Indica-se repouso e ingestão de líquidos, além de medidas para aliviar os sintomas, como analgésicos e antitérmicos. Nos casos de maior gravidade com pneumonia e insuficiência respiratória, suplemento de oxigênio e mesmo ventilação mecânica podem ser necessários.

Para reduzir os riscos de infecção, recomenda-se:

-> Evitar contato próximo com pessoas com infecções respiratórias agudas;

-> Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente e antes de se alimentar;  Usar lenço descartável para higiene nasal;

-> Cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir;

-> Evitar tocar nas mucosas dos olhos;

-> Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

-> Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

-> Manter os ambientes bem ventilados;

-> Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Outras Notícias

Mais Saúde
DENGUE: Pequenas ações ajudam no combate à doença durante o período chuvoso

Mais Saúde
Câncer de Pele: conheça os principais sintomas

Mais Saúde
Cuidar da saúde também é coisa de homem!